Skip to content

Digifort e Prefeitura de Praia Grande inauguram Centro Integrado de Controle e Operações Especiais

Enviado por marcelino - 10/02/2016 - Casos de Sucesso, Geral, Notícias

Apresentado em outubro de 2015, novo complexo recebeu as melhores tecnologias em vigilância eletrônica, monitoramento IP e armazenamento digital de imagens

.

Por Marcelino Silva – marcelino@mscommidia.com.br.
Fotos: Marcelino Silva / MSCom Mídia – www.mscommidia.com.br.

.

CICOE-PG está instalado dentro do Paço Municipal

CICOE-PG está instalado dentro do Paço Municipal

O monitoramento urbano do município de Praia Grande/SP é considerado pioneiro e um dos maiores do Brasil, especialmente pelo número de câmeras instaladas e pela versatilidade dos serviços embarcados em sua plataforma. Inaugurado em 2002, como parte do projeto da INFOVIA digital para interligar todos os próprios municipais, ele tinha apenas 16 câmeras speed domes, aquelas que se movimentam em 360 graus, e outras 160 câmeras fixas. Depois de mais de uma década de operação, tempo em que vem recebendo investimentos com tecnologia de ponta, a prefeitura local remodelou parte do projeto, dando origem ao CICOE-PG (Centro Integrado de Controle e Operações Especiais de Praia Grande).

.

Com o CICOE, o sistema passou a ter um controle integrado, ampliando a estrutura que era de quatro operadores por plantão, para 12 novas posições de observação 24 horas por dia. Com foco nas ocorrências e auxílio às equipes de rua, o local reúne agentes de Trânsito, Guarda Municipal, Polícia Militar e Ambiental, Defesa Civil e fiscais que monitoram invasões em áreas de proteção ambiental. No mesmo local, também foi construída uma sala especial para reunir autoridades em casos de calamidades, emergências e gestão de crises. As áreas de preservação possuem câmeras speed domes em postes de 20 metros de altura e conexão Wi-Fi, o que permite melhor vigilância dos terrenos afastados do centro urbano.

.

Praia Grande possui perto de 288 mil habitantes, distribuídos em 32 bairros e 147 km2 de área. A prefeitura já contabilizou mais de 1 milhão de pessoas no município durante o verão. Milhares de flagrantes são registrados, permitindo que os infratores sejam detidos em tempo real pelas forças policiais ou logo após a investigação das imagens em arquivo. Atualmente, por meio de um painel vídeo wall interno com 24 monitores de 55 polegadas de alta definição, cerca de 1500 câmeras fixas e outras 80 speed domes espalhadas pelas ruas, o CICOE observa mais de 100 próprios municipais (escolas, prédios, hospitais, parques, praças, etc.), vias, centros comerciais e a orla da praia com 22 quilômetros de extensão.

.

Prefeito faz discurso à imprensa ao lado de autoridades

Prefeito faz discurso à imprensa ao lado de autoridades

Tecnologia – O Digifort – Primeiro Software Brasileiro de Monitoramento IP – provê tecnologia de vigilância urbana há mais de dez anos ao município. A duração desta parceria tem características técnicas fundamentais para o sucesso do projeto, conforme explica Sandro Pardini, chefe do Departamento da Integração da Informação de Praia Grande. “O software não tem limites de câmeras por servidor e por usuários cadastrados. Seguindo as regras definidas para cada tipo de acesso, isso permite que diretores de escolas, secretários municipais e outros profissionais com posição estratégica dentro da municipalidade consigam acessar o sistema sem a necessidade de estarem presencialmente no CICOE”.

.

Como exemplo destes diferenciais, cada unidade municipal pode ter uma rotina de segurança adaptada à realidade do seu dia-a-dia, por meio dos módulos Analíticos de Vídeos, Alarme e Automação, Biometria, LPR (Leitura de Placas de Automóveis) e Evidence. “Estes recursos do Digifort possibilitam gerenciar alarmes, sensores de presença, botões de pânico, cercas virtuais, delimitar perímetros na cidade, observar objetos colocados ou retirados de certos locais, controlar excessos de velocidade, armazenar imagens, registrar, arquivar e consultar ocorrências, entre outras demandas que podem afetar a ordem pública. Tudo pode ser administrado dentro do CICOE ou à distância pelos gestores municipais autorizados”.

.

O sistema trafega dados, voz e imagens em alta velocidade por uma rede de fibras ópticas com 300 quilômetros de extensão. Tal elasticidade permite operar o Digifort com redundância e receber imagens de todas as câmeras da cidade. “Temos um storage de 330 terabytes para armazenar imagens no CICOE, os switches dos próprios municipais operam em gigabyte e são convergentes para outros serviços que a administração municipal e a população recebem em tempo real, como acesso à internet, telefonia, matriculas escolares, distribuição de remédios, agendamento de consultas, prontuários médicos e documentações. Tudo trafega dentro da nossa própria infovia digital”, concluiu Pardini.

.

Central passou de quatro para 12 posições de observação

Central passou de quatro para 12 posições de observação

Inauguração – A apresentação do CICOE teve a presença de Carlos Eduardo Bonilha; CEO do Digifort, Alexandre Moraes; secretário de Segurança Pública de São Paulo, Alberto Mourão; prefeito de Praia Grande, e demais autoridade públicas e policiais. O prefeito aproveitou para doar quatro veículos elétricos à Polícia Militar para a ronda ostensiva da cidade. Também enfatizou que os problemas com o crime devem ser encarados em conjunto. “Procurei os prefeitos vizinhos para propor a construção de uma clínica para tratamento de dependentes químicos, em parceria com o Estado e a União. O viciado furta, rouba e pode até matar um pai de família para sustentar o vício. A tecnologia ajuda, mas não resolve tudo sozinha”.

.

Para ele, os valores familiares estão desviados, o que dificulta o combate à criminalidade. Ele diz que os problemas de violência são sistêmicos e podem afetar qualquer pessoa. “É necessária desde uma melhor educação na vida das crianças até uma nova forma de lidar com os jovens infratores. Vivemos baseados num sistema falho, mas defendo que a união entre os governos pode diminuir o cenário de insegurança em que vivemos. Além do CICOE, que moderniza o sistema de monitoramento local, também precisamos de aumento no efetivo policial por parte do Estado, já que a nossa população cresce rapidamente. A cidade faz a sua parte, mas necessitamos de várias medidas em paralelo”, reforçou Mourão

.

Versatilidade – O CEO do Digifort disse que Praia Grande sairá na frente diante dos planos do governo estadual para centralizar os sistemas regionais de vigilância e monitoramento urbano. “O entusiasmo do prefeito Mourão pela qualidade dos equipamentos públicos, o pioneirismo que a cidade desenvolve há anos neste segmento e a duradoura parceria que o nosso software mantem com o município prepararam o CICOE para qualquer desafio tecnológico. Sempre atendemos de imediato as necessidades da prefeitura e as aplicamos logo nas versões seguintes do Digifort. Isso garante confiabilidade e rapidez na solução das demandas. Este caso de sucesso vai crescer e continuar melhorando”, garantiu Bonilha.

.

Bonilha (à esq.) e Marco Alves, CMT da Guarda Civil Municipal

Bonilha (à esq.) e Marco Alves, CMT da Guarda Civil Municipal

O secretário estadual disse que a ideia do governo de São Paulo é criar um sistema integrado de monitoramento, interligando os municípios da Baixada Santista/SP e outras regiões. Batizado de Detecta, a plataforma é desenvolvida pela Microsoft em parceria com a prefeitura de Nova Iorque (EUA). “Vamos começar o Detecta aqui por Praia Grande, pois é um exemplo de sucesso e inovação no segmento de vigilância urbana e monitoramento eletrônico. No mundo moderno de hoje, segurança se faz com tecnologia e integração entre estados e municípios. Por outro lado, já estamos em processo de formação de novos policiais civis e militares para reforçar a segurança em todo o Estado”, prometeu Moraes.

.

CICOE-PG – Localizado no Palácio São Francisco de Assis (Paço Municipal), no bairro da Vila Mirim, o equipamento também é parte integrante do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), destinado à realização de reuniões da cúpula de segurança pública do município, e faz parte do plano de metas Avança PG, eixo Cidade Segura. As próximas metas para o sistema de monitoramento urbano de Praia Grande são a instalação de mais 500 câmeras ao longo dos 23 quilômetros de extensão da Presidente Kennedy, importante via que corta toda a cidade, e outras 100 na Marechal Mallet, avenida que serve de acesso ao Forte de Itaipu, universidades, bares, restaurantes, comércios e residências.

.

Dados básicos do projeto:

.

  • Segmento: Público Municipal.
  • Aplicação: Monitoramento Urbano.
  • Software: Digifort – IP Surveillance System.
  • Localização: Praia Grande, São Paulo – Brasil.
  • Fabricantes: equipamentos, marcas e modelos variados.
  • Cliente: Prefeitura da Estância Balneária de Praia Grande/SP.
  • Integrador: Departamento da Integração da Informação de Praia Grande/SP.

.

Sobre o Digifort – É o primeiro software brasileiro de “Monitoramento IP” e armazenamento digital de imagens. Conhecido como um IP Surveillance System, o produto possui recursos, equipamentos e soluções tecnológicas avançadas para as áreas de inteligência digital, vigilância empresarial e segurança urbana. Possui aproximadamente 12 mil clientes mundiais e cerca de 200 fabricantes com mais de 5000 modelos de câmeras integradas. Atualmente, sua plataforma é desenvolvida continuamente no Brasil, comercializada em mais de 100 países e traduzida em vários idiomas, fazendo do software um dos melhores em avaliações do mercado internacional. Mais informações estão disponíveis no site www.digifort.com.br.

.

Veja as fotos desta reportagem na galeria abaixo:

.

Matérias relacionadas

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta matéria.

Comentar